Netflix pode enfrentar acusações por interferir na eleição com anúncio de ‘Love Alarm’

googletag.cmd.push(function() { googletag.display('KPL_Nota_LB1'); });
kpop Brasil

Netflix pode enfrentar acusações por interferir na eleição com anúncio de ‘Love Alarm’

¿Te perdiste? Encuentra esta nota en español aquí 😉 Com a próxima eleição para a prefeitura de Seul, um anúncio […]

Netflix pode enfrentar acusações por interferir na eleição com anúncio de 'Love Alarm'

Netflix pode enfrentar acusações por interferir na eleição com anúncio de 'Love Alarm' Foto: Internet

¿Te perdiste? Encuentra esta nota en español aquí 😉

Com a próxima eleição para a prefeitura de Seul, um anúncio criativo da Netflix teve um efeito contrário. A Netflix ordenou inicialmente que um anúncio de ônibus fosse repetido durante todo o mês de março para promover seu hit dorama, Love Alarm. No entanto, poderia enfrentar acusações do Partido Popular devido a uma infeliz coincidência.

Sabemos que o tema do dorama conta a história de como um aplicativo soa quando você está dentro do raio de alguém que você gosta. Esta característica permite que as pessoas façam confissões sinceras umas para as outras. Na maioria das vezes, estas confissões são tornadas públicas devido ao toque não intencional do aplicativo em qualquer momento ou espaço. De acordo com o tema, a Netflix instalou uma placa de ônibus com as palavras: “Minju-yah, eu gosto de você”!

O cartaz circula no ônibus número 140, partindo da estação Dobongsan, em direção a Gangnam passando por Hyehwa e o rio Han. Ela circunda uma grande parte da área de Gangbuk e Gangnam de Seul.

O problema está no fato de que não há nenhum personagem no drama com o nome Minju. Portanto, o anúncio não pode ser descartado como sendo baseado em um personagem fictício. Por uma infeliz coincidência, Minju em coreano também significa democracia, com Minju-dang (o Partido Democrata) também participando da eleição contra o Partido do Povo. Isto criou problemas em termos de violação da lei eleitoral pública com publicidade não regulamentada.

Um membro da assembléia nacional, Park Dae Chul, comentou que o Comitê Central de Gestão Eleitoral iniciou uma investigação contra a Netflix e solicitou que o anúncio fosse interrompido imediatamente. A Netflix concordou em parar o anúncio. Sugeriu que a questão era uma coincidência devido à publicidade criativa e não uma violação intencional da lei.

Por outro lado, a questão ainda não foi resolvida. O partido People Power anunciou que vai apresentar queixa contra a Netflix por violação da lei eleitoral.

 

Fonte

Te puede interesar

Subscribe
Notify of
guest
0 Comments
Inline Feedbacks
View all comments